20 de janeiro de 2015

Escândalo na família OTAN: Turquia um país entregando armas para Al Qaeda e ISIS

UND: Turquia se mostrando um grande aliado do ISIS e dentro da OTAN.Que coisa não?  Mostra-nos que ISIS , Al-Qaeda e outros na mesma linha incluso alguns países que os patrocinam são produtos da mesma árvore. A sórdida conspiração , num dos mais perigosos jogos de interesses regionais e  globais   que movimentam as potências e seus aliados . Estamos numa trama global por questões geoestratégicas de foro político-militar-religioso-econômico-energético e onde o vale tudo para alcançar o que querem está valendo.

Reportagem: Premiê da Turquia pego armando al-Qaeda e ISIS

 








Mísseis sendo transportados por aliado da OTAN para a Al-Qaeda na Síria

Kit Daniels


20 de Janeiro, 2015

Primeiro-ministro da Turquia, um aliado da OTAN, está só no transporte de armas para a Al-Qaeda e ISIS via caminhões pela fronteira Síria e operados pela agência de inteligência do país, de acordo com autoridades militares turcas.
Report: Turkey’s Prime Minister Caught Arming al Qaeda, ISIS 012015turkeyprimeminister
Credit: Turkish Minister for Foreign Affairs / Flickr

O primeiro-ministro Ahmet Davutoglu proibiu a mídia da apresentação de relatórios sobre três dos caminhões pesquisados pelo Comando  Geral militar Gendarmerie  , que descobriu 45 a 55 mísseis ou foguetes, e 30 a 40 caixas de munições, incluindo morteiros, e  munição anti-aérea Douchka. UND: Vem proibir é que ai tem coisa

"Os caminhões estavam transportando armas e suprimentos para a organização terrorista al-Qaeda", um relatório do Comando Geral Gendarmerie afirmou.

Davutoglu também removeu Aziz Takei do  Ministério Público  do cargo por encomendar a pesquisa.

Além disso, os 13 soldados envolvidos na pesquisa foram acusados de espionagem e enfrentam penas de prisão de 20 anos.

"Apesar de o escândalo estar rasgando o país à parte, o governo optou por sua tática favorita de cobri-la", relatou o jornalista turco Fehim Taştekin. " Um tribunal em Adana proibiu  a escrita, visual e mídia  por Internet a partir de qualquer notificação e comentando sobre a parada dos caminhões e de pesquisa."

"Todo o conteúdo on-line sobre o incidente tem sido excluído."

Com exceção de um vídeo, que está disponível aqui.

O Comando Geral Gendarmerie e Takei ordenaram a consulta na fronteira Turquia / Síria depois de receber uma denúncia de que os caminhões estavam transportando armas e explosivos à Al-Qaeda na Síria.

"Enquanto os caminhões estavam sendo escoltados para Seyhan o Comando Gendarmerie deu início para uma extensa pesquisa, MIT [agência de inteligência da Turquia] o pessoal que acompanha os caminhões em um veículo Audi bloqueara a estrada para parar os caminhões", escreveu Taştekin. "Quando o pessoal do MIT apreendera as chaves da ignição dos caminhões, uma briga se seguiu."

"O pessoal do MIT instruiu os motoristas de caminhão para fingir  que seus caminhões avariaram e cometendo violência física contra o pessoal da guarda civil."

"O governador de Adana, Huseyin Avni Cos, chegou ao local e declarou:" Os caminhões estão se movendo com as ordens do primeiro-ministro "e prometeu não deixá-los sofrer interferência não importa o que", continuou ele. "Com uma carta de garantia enviada pelo diretor regional do MIT, co-assinado pelo governador, os caminhões foram entregues de volta ao MIT."

ISIS militantes já estão perambulando livremente em Istambul, Turquia, sem medo das autoridades locais, enfatizando o apoio  que ISIS goza do governo Davutoglu.

O governo turco até treinou militantes ISIS para lutar na Síria.

"... Após o treinamento na Turquia, milhares de combatentes ISIS foram para o Iraque através da Síria para se juntar ao esforço para estabelecer um califado islâmico radical sujeito à lei islâmica, ou sharia", Aaron Klein de WND relatado.

  Um secular conflito entre muçulmanos sunitas e xiitas e os trilhões de dólares em receita potencial de petróleo e gás na Síria são os dois principais fatores que motivaram o governo Davutoglu dominado pelos sunitas para apoiar ISIS em sua guerra por procuração para derrubar os xiitas dominando o governo sírio de Bashar al-Assad.

Em 2011, a Síria anunciou a descoberta de um campo de gás promissor em Homs, que, não surpreendentemente, tornou-se um campo de batalha entre as forças de Assad e ISIS, impedindo a Síria de usuflruir completamente no campo.

A Síria também rivaliza com a Turquia como um dos locais mais estratégicos para condutor de gás natural a fluir para a Europa da Ásia.

"A Síria é o local  da proposta de construção de um enorme gasoduto subterrâneo que, se concluído, poderia drasticamente minar o poder energético estratégico de aliados dos Estados Unidos e Qatar também cortaria a Turquia fora do fluxo de gás", Klein também relatou. "Apelidado de 'gaso islâmico," o projeto pode vir a favorecer a Rússia e o Irã contra os interesses energéticos ocidentais ".

Mas, como o campo de gás em Homs, a construção do gasoduto de cerca de 3.500 milhas também foi adiado pela guerra da Síria com o ISIS.

Isso definitivamente ajuda a Turquia, que vê o gasoduto islâmico proposto pela Síria como uma ameaça ao seu objetivo de se tornar o principal ponto de trânsito de petróleo e gás que flui de leste a oeste.

E a OTAN não quere que a Rússia se beneficie de um gasoduto através da Síria.

Se o governo Davutoglu pode usar com sucesso ISIS para derrubar Assad e instalar um governo fantoche na Síria, a Turquia tem a ganhar trilhões, além de ajudar a OTAN a isolar a Rússia.

http://www.prisonplanet.com

Um comentário:

Unknown disse...

Mas Daniel, na boca miúda sempre se comentou que alguém ligado ao ocidente alimentava estes facínoras. Como também se questiona quem compra o óleo surrupiado no siriaque. Como também se comenta sobre quem construiu este bolo doido de Al Qaeda e ISIS. Como se comenta sobre quem traça os planos executados pelos terroristas serviçais. Para todos os comentários sempre ligamos os pontos ao ocidente.