25 de janeiro de 2017

Iraque

ONU 'correndo' para ajudar civis antes da batalha ocidental por Mosul, Abadi do Iraque diz que Trump faz ofertas para aumentar o apoio

Há 22 horas 
Iraqi special forces soldiers drive in a desert near Mosul, Iraq October 25, 2016.  REUTERS/Goran TomasevicSoldados de forças especiais iraquianos dirigem em um deserto perto de Mosul, Iraque 25 de outubro de 2016. REUTERS / Goran Tomasevic
As Nações Unidas anunciaram terça-feira que não é desperdiçar tempo na preparação de ajuda de emergência para centenas de milhares de civis ameaçados de extinção em Mosul, com uma ofensiva do exército iraquiano ameaçando dirigir ISIS linha dura da metade ocidental da cidade.
Autoridades da ONU calculam que 750 mil pessoas permanecem em Mosul, a oeste do rio Tigre, que atravessa o último centro urbano remanescente do ISIS no Iraque, depois de uma série de contra-ofensivas do governo no norte e no oeste do país.
"Estamos lutando contra o relógio para nos preparar para isso", disse à Reuters a coordenadora humanitária da ONU, Lise Grande. Agências humanitárias estavam montando acampamentos de pessoas deslocadas acessíveis do oeste de Mosul e pré-posicionamento de suprimentos neles, disse ela.
O primeiro-ministro iraquiano, Haider al-Abadi, confirmou na terça-feira que as forças do governo tomaram o controle total do leste de Mosul, 100 dias após o início da campanha apoiada pelos EUA para retomar a segunda maior cidade do Iraque dos militantes ISIS que a capturaram em 2014.
"Os relatórios do interior de Mosul são angustiantes", disse ela em uma declaração separada. "Os preços dos alimentos básicos e suprimentos estão subindo ... Muitas famílias sem renda estão comendo apenas uma vez por dia. Outros estão sendo forçados a queimar móveis para ficarem quentes. "
Ele também disse que o novo presidente dos EUA, Donald Trump, enviou mensagens para aumentar o nível de assistência ao Iraque. Trump fez a luta contra ISIS uma prioridade de política externa.
A nova administração norte-americana, sob o comando de Donald Trump, enviou mensagens para aumentar o nível de assistência ao Iraque, disse a TV estatal iraquiana citada por Abadi na terça-feira.
Trump fez a luta contra o ISIS, o grupo que declarou um "califado" sobre partes da Síria e do Iraque em 2014, uma prioridade para sua administração.
Uma coalizão liderada pelos EUA já está fornecendo apoio crítico a uma ofensiva das forças iraquianas para retomar Mosul, a maior cidade sob controle da ISIS. Os EUA também estão fornecendo apoio financeiro ao Iraque.

Nenhum comentário:

Postar um comentário