12 de junho de 2018

A 'PAX' norte coreana


Trump e Kim assinam documento histórico em Cingapura


O presidente dos EUA, Donald Trump, e Kim Jong-un, da Coréia do Norte, assinaram um documento em Cingapura em 12 de junho, no final de sua reunião épica. O conteúdo deve ser divulgado mais tarde em uma coletiva de imprensa encerrando esta extraordinária ocasião. Enquanto isso, autoridades dos EUA revelaram um compromisso conjunto dos dois líderes de trabalhar juntos para a completa desnuclearização da península coreana e para a construção de um "regime duradouro e estável em Pyongyang".
Trump disse que estava orgulhoso em assinar “um documento importante e abrangente. Nossas relações com a península coreana serão muito diferentes do passado; nós desenvolvemos um vínculo especial e cuidamos de um problema muito grande e perigoso para o mundo. ”Trump acrescentou:“ Foi muito melhor do que qualquer um poderia prever e levará a mais e mais. ”Virando-se para o líder norte-coreano Trump disse: É uma honra estar com você. ”Ele agradeceu ao secretário de Estado Mike Pompeo e seus colegas“ que foram absolutamente fantásticos ”por todo seu trabalho duro e preparativos para a ocasião histórica. Kim Jong-un: “Hoje deixamos o passado para trás e estamos assinando um documento histórico. O mundo verá uma grande mudança. Eu expresso minha gratidão ao presidente Trump por ter feito isso acontecer ”.
Kim antes chamou a cúpula histórica de um "prelúdio à paz" e disse: "Nós superamos tantos obstáculos. Ele comentou: "Muitas pessoas no mundo vão pensar nisso como uma fantasia".

Um aperto de mão caloroso e sorridente seguiu-se em despedida.

O presidente Donald Trump e Kim Jong-un apertaram as mãos antes de sua cúpula em Cingapura, a primeira vez que os líderes sentados de ambos os países se encontraram. Os dois se cumprimentaram no luxuoso hotel Capella, na ilha de Sentosa, perto da costa de Cingapura, antes de entrar para negociações sobre a desnuclearização. Os dois apertaram as mãos por um longo tempo enquanto posavam para fotos na frente de uma fileira de bandeiras dos EUA e da Coréia do Norte. O Sr. Trump então orientou o Sr. Kim a andar por um corredor, onde eles falaram brevemente. Nos seus primeiros 41 minutos, Trump e Kim se encontraram em um contra um, unidos apenas por intérpretes. Então os assessores entraram para mais discussões e um almoço de trabalho.



UND: Particularmente não é de hoje que observo este súbito desenvolvimento pela paz na Península coreana de forma desconfiada. Pra mim essa guinada para a paz tem algo que não fecha. Pois é muito estranho dois países que até 2017 estavam a beira de uma guerra total, do mais nem menos estarem agora morrendo de amores um pelo outro. Espero estar enganado, mas isso me parece uma cilada estratégica sendo construída pela C. do Norte a fim de ganhar tempo e aliviar a pressão sobre o país. Será que a Coréia do Norte de fato vai abrir mão de anos e anos de seu programa nuclear e de mísseis? A não ser que ocorreu um grande acordo $$$$ de bastidores em que as massas não ficaram sabendo. Só observo.

2 comentários:

  1. Com certeza tem alguma coisa acontecendo por tras das cortinas deste grande circo,que nos nao sabemos

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Eu também creio que tanto EUA como a Coreia do Sul irão injetar $$$ e Aliviar as Sanções!!!

    ResponderExcluir