17 de abril de 2017

Paciência esgotada com a Coréia do Norte


"Era de paciência estratégica" dos EUA para a Coreia do Norte passou - Pence


RT17 de abril de 2017

O vice-presidente dos EUA Mike Pence anunciou o "fim da paciência estratégica" para Pyongyang, acrescentando que "todas as opções estão na mesa".
Pence falou na segunda-feira enquanto visitava a zona desmilitarizada de 4 km de extensão, que separa as duas Coréias.
"O Presidente Trump deixou claro que a paciência dos Estados Unidos e dos nossos aliados na região acabou e queremos ver mudanças", disse Pence a jornalistas. "Queremos ver a Coréia do Norte abandonar seu caminho imprudente de desenvolvimento de armas nucleares, e também seu uso contínuo e testes de mísseis balísticos é inaceitável".
Os comentários vieram um dia depois de um novo lançamento de mísseis da Coréia do Norte que, de acordo com as forças armadas sul-coreanas e americanas, falhou. Apesar da falha relatada, o lançamento do míssil foi percebido como um teste da vontade de Trump de pressionar Pyongyang mais mais em abandonar os programas nucleares e do míssil.
Pence elogiou a "aliança histórica, revestida de ferro" entre os EUA e a Coréia do Sul, não descartando uma solução militar do impasse coreano.
"Todas as opções estão na mesa para alcançar os objetivos e garantir a estabilidade da população deste país", disse Pence, acrescentando que Trump não discutiria táticas militares específicas.
Pyongyang repetidamente pediu a Washington que pare sua "histeria militar" e chegue a seus "sentidos" - ou então enfrente uma resposta impiedosa se as "provocações" contra a Coréia do Norte continuarem. Washington enviou o grupo de porta-aviões "USS Carl Vinson" junto com outros equipamentos militares em uma aparente tentativa de mostrar força e em preparação para "todas as opções".
"Os alvos mais próximos, como a transportadora nuclear, chegam às nossas costas, mais eficaz será a nossa greve devastadora", disse o Ministério da Defesa norte-coreano, de acordo com vários relatos da mídia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário