29 de abril de 2018

Irã brada contra os EUA

Khamenei, do Irã, conclama os países muçulmanos a se unirem contra os EUA: a TV estatal


Iran's Supreme Leader Ayatollah Ali Khamenei speaks live on television after casting his ballot in the Iranian presidential election in TehranO poderoso líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, fala ao vivo na televisão após votar em eleições presidenciais iranianas em Teerã em 12 de junho de 2009. REUTERS / Caren Firouz / Foto de arquivo
Mais
ANCARA (Reuters) - O líder supremo do Irã conclamou as nações muçulmanas a se unirem contra os Estados Unidos, dizendo que Teerã nunca cederá ao "bullying", informou a televisão estatal na quinta-feira.

"A nação iraniana resistiu com sucesso às tentativas de intimidação dos EUA e de outras potências arrogantes e continuaremos a resistir. Todas as nações muçulmanas devem permanecer unidas contra a América e outros inimigos", disse o aiatolá Ali Khamenei.

A principal autoridade do Irã criticou Trump por dizer na terça-feira que alguns países do Oriente Médio "não durariam uma semana" sem a proteção dos EUA.

"Tais observações são humilhação para os muçulmanos ... Infelizmente há guerra em nossa região entre os países muçulmanos. Os governos atrasados ​​de alguns países muçulmanos estão lutando com outros países", disse Khamenei.

O Irã e a Arábia Saudita estão há muito tempo trancados em uma guerra por procuração, competindo pela supremacia regional do Iraque à Síria e do Líbano ao Iêmen.

Nenhum comentário:

Postar um comentário