20 de fevereiro de 2015

Cessar-Fogo na Ucrânia quase uma letra morta. Combates seguem no leste

Apesar de cessar-fogo, combates persistem no leste da Ucrânia

Separatistas fizeram 49 ataques em 24 horas, segundo forças ucranianas.
Europa pressiona por trégua no conflito ucraniano.

Via Reuters
Militar ucraniano próximo a Artemivsk nesta quinta-feira (19). (Foto: Reuters)Militar ucraniano próximo a Artemivsk nesta quinta-feira (19). (Foto: Reuters)
 
Combates voltaram a ocorrer no leste da Ucrânia nesta sexta-feira (20), apesar dos novos esforços da Europa para garantir o cumprimento de um cessar-fogo.
As Forças Armadas da Ucrânia disseram que separatistas pró-Rússia atacaram posições ocupadas por tropas do governo 49 vezes nas últimas 24 horas, usando mísseis, artilharia e veículos blindados.
"O número de ataques mostra que os terroristas não querem o silêncio completo de suas armas", disse o porta-voz militar ucraniano Anatoly Stelmach.
Segundo o porta-voz, houve alguns bombardeios em Mariupol, localidade no mar de Azov controlada principalmente pelo governo, que Kiev teme se tornar foco da próxima ofensiva dos separatistas.
Os rebeldes acusaram as forças do governo de também realizarem ataques, incluindo contra o que disserem ser áreas residenciais de Donetsk, principal reduto rebelde. Uma mulher foi morta no bombardeio de quinta-feira, de acordo com o serviço de imprensa dos rebeldes.
Os principais confrontos desde a entrada em vigor de uma trégua no domingo aconteceram ao redor de Debaltseve, um entroncamento ferroviário estratégio, antes de as forças do governo ucraniano baterem em retirada, na quarta-feira.
Na quinta-feira, os líderes de França, Alemanha, Ucrânia e Rússia concordaram, em teleconferência, em fazer um novo esforço pela manutenção do cessar-fogo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário